Camisinha é a melhor prevenção contra Infecções Sexualmente Transmissíveis

Publicado: Sexta, 21 de Fevereiro de 2020, 14h53Última atualização: 21/02/20 14h53


O preservativo é uma excelente e prática estratégia de prevenção das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), além do HIV/aids e das hepatites virais. A recomendação do Ministério da Saúde é de que o preservativo seja usado em todas as relações sexuais. As IST são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos. Elas são transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual (oral, vaginal, anal) sem o uso de camisinha masculina ou feminina, com uma pessoa que esteja infectada. A transmissão de uma IST pode acontecer, ainda, da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação.

Para reforçar a importância do uso do preservativo, o Ministério da Saúde traz para a campanha de 2020 o slogan “usar camisinha é uma responsa de todos”. A ideia é chamar atenção, principalmente dos jovens de 15 a 29 anos, onde registra-se o aumento das ISTs, durante todo o ano e mostrar as consequências trazidas pelas ISTs. E tem camisinhas para homens e mulheres, viu? As camisinhas masculina e feminina são distribuídas pelo SUS, gratuitamente, nas Unidades Básicas de Saúde. Geralmente elas ficam logo na entrada das UBS.

Quer saber mais? O Blog da Saúde traz 10 dicas e curiosidades sobre o preservativo:

Dicas

1. Nunca abra a embalagem da camisinha com os dentes ou outros objetos que possam danificá-la. 2. Não use duas camisinhas ao mesmo tempo, porque elas podem se romper ou estourar. 3. Nunca reutilize uma camisinha: ela foi produzida para ser usada apenas uma vez. É um produto descartável. 4. Não use a camisinha apenas na hora da ejaculação. O preservativo deve ser colocado desde o começo do contato. 5. Quando se trata de HIV e IST, a camisinha é o jeito mais prático de se proteger. Curiosidades

1. O Brasil é um dos países que mais adquire camisinhas em todo o mundo. E por isso tem uma indústria própria. 2. O preservativo nacional é 100% produzido com do látex natural das seringueiras da Amazônia. 3. A camisinha foi inventada da forma como é hoje em 1843. Mas, versões com outros materiais datam de 1300 a.C, como a dos egípcios. Eles usavam um envoltório feito de linho, pele e materiais vegetais. 4. A primeira loja de preservativos foi fundada em Londres, na Inglaterra, no século XVIII. 5. O preservativo não tem hormônios e nem provoca alterações menstruais.


Fonte: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/54089-camisinha-e-a-melhor-prevencao-contra-infeccoes-sexualmente-transmissiveis


Para mais informações, veja também: https://www.youtube.com/watch?v=e04cD5ExJ2o


4 visualizações

Rua Antônio Augusto, 103.

Centro - Contagem.

 Telefone: (31) 3353 - 3602

 Whatsapp: (31) 98866 - 3351 

Email: clinicametropolitanaltda@hotmail.com

Preto-Whatsapp-Livre-Transparente-sU4kJN
  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Direitos reservados © Clínica Metropolitana